Preço do gás de cozinha aumenta de R$ 105 para R$ 115 no Piauí

O preço de R$ 115,00 é o maior preço cobrado pelo botijão de gás de cozinha no Piauí; o menor preço é R$ 95,00 e o preço médio é de R$ 101,60, segundo a ANP

A Agência Nacional de Petróleo (ANP) informou que o preço do botijão de gás de cozinha de 13 quilos aumentou de R$ 105,00 para R$ 115,00, no Piauí. Este é o maior preço cobrado pelo botijão de gás de cozinha no estado; o menor é R$ 95,00 e o preço médio é de R$ 101,60.

Desde o início do ano, o preço médio do botijão de gás aos consumidores subiu quase 30%, segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, passando de R$ 75,29 no final de 2020 para R$ 96,89 na semana passada. A alta é mais de 5 vezes a inflação acumulada no período, de 5,67%.

Segundo André Braz, economista da FGV, o gás de botijão compromete 1,3% do orçamento familiar, em média.

Mas esse peso é maior para as famílias de renda mais baixa. Em alguns locais, os consumidores chegam a pagar R$ 135 pelos 13 kg – mais de 10% de um salário mínimo. E são obrigados a tentar cortar outros gastos.

Preço dos combustíveis

O preço do litro da gasolina comum no Piauí está a R$ 6,799 o máximo; o mínimo a R$ 5,990; e o preço médio a R$ 6,605. O preço máximo do litro do óleo diesel está a R$ 5,199; a R$ 4.918 o preço médio e a R$ 4,699 o preço mínimo.

O preço do etanol hidratado no Piauí está a R$ 5,759 o máximo; R$ 5,583, o preço médio; e R$ 4,990 o preço mínimo.

Mas esse peso é maior para as famílias de renda mais baixa. Em alguns locais, os consumidores chegam a pagar R$ 135 pelos 13 kg – mais de 10% de um salário mínimo. E são obrigados a tentar cortar outros gastos.

Por Meio Norte

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *