PRF que atirou em pedreiro tem apenas 23 anos de idade

Recém-formado, inexperiente e portando uma pistola com alto poder de letalidade. O policial que apertou o gatilho por duas vezes e tirou à vida do pedreiro Joílson Pereira tem apenas 23 anos de idade e passou a integrar os quadros da Polícia Rodoviária Federal recentemente.

A abordagem desastrosa aconteceu na noite de terça-feira (02/03) no bairro Bomba, em Picos (PI). Segundo a família da vítima, Joílson havia passado o dia trabalhando e a noite após passar em casa para tomar banho havia saído com amigos. No retorno, o pedreiro de 39 anos deu de cara com a viatura da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e teria tentando fugir da fiscalização, mas acabou ferido com dois disparos de arma de fogo.

Joílson foi levado para o Hospital Regional Justino Luz (HRJL) por uma ambulância que passava pela rodovia naquele momento, chegou a ser medicado, mas faleceu na manhã do dia seguinte.

A morte do pedreiro de cor preta em uma ação policial se junta a centenas de abusos de autoridades registrados diariamente no Brasil. O tombamento de um trabalhador pelas mãos da polícia, que devia proteger o cidadão, gerou uma grande comoção e os picoenses já estão organizando uma manifestação que será realizada no local onde a vítima foi fatalmente ferida.

A princípio a PRF manteve o silêncio, apenas após a grande repercussão nas redes sociais a instituição emitiu uma nota seca, mínima e com um teor que chega ao descaso. Nesta quinta-feira (04/06), policiais estiveram no local dos disparos colhendo informações e materiais sobre o ocorrido.

Nota da PRF

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) lamenta o desfecho da ocorrência policial registrada na noite desta terça-feira (02), na BR-316, em Picos/PI, que resultou no óbito do condutor da motocicleta envolvida na ação.

A Polícia Rodoviária Federal informa que as circunstâncias e procedimentos adotados na ação policial serão apuradas pelo órgão e reafirma seu zelo na proteção da vida de toda sociedade, nela incluída seus agentes. A ocorrência foi encaminhada para a Polícia Federal, em Teresina/PI.

Mortos pela Polícia no Brasil

O Brasil teve pelo menos 5.804 pessoas mortas por policiais em 2019 (por sua vez, 159 policiais morreram). No ano anterior, 2018, foram 5.716 mortes – um crescimento de 1,5%. Os números incluem mortes causadas por policiais em serviço (95% dos casos) ou à paisana.Em 2020, o caso de destaque mais recente foi o do jovem João Pedro Mattos, de 14 anos. Morto durante uma ação da polícia no Morro do Salgueiro, em São Gonçalo, região metropolitana do Rio de Janeiro, João Pedro foi atingido pelas costas por um tiro de fuzil calibre 556, enquanto jogava sinuca na casa de um parente.

Do WebPiaui

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *