Projeto voluntário localiza mais de 100 gatos abandonados em um mês às margens de rio em Teresina

Desde 2015, casal de voluntários cuida de gatos, busca adoção e alerta sobre maus-tratos e abandono.

Por Ilanna Serena*, G1 PI

O casal Fabiane Sampaio, 35, e Gilvan Gomes, 35, organizou um projeto intitulado Gatinhos da Marechal para cuidar de animais abandonados na Avenida Marechal Castelo Branco, no Bairro Ilhotas, Zona Norte de Teresina. Eles contam que somente no mês de março de 2021, foram mais de 100 gatos abandonados.

Juntos há vinte anos, Fabiane e Gilvan iniciaram o trabalho voluntário em 2015, quando passaram a morar próximo à região e observar a grande movimentação de animais.

“Quando nos mudamos, percebemos a quantidade de animais abandonados. Começamos a alimentá-los e estruturar nossa casa para recebê-los. Mas como já atingimos a cota máxima de animais para ter em casa, hoje buscamos lares temporários”, destacou Fabiana.

Segundo Fabiane, durante pandemia causada pelo Covid-19, mais donos de animais de estimação estão se desfazendo dos seus bichinhos, seja pela crise, mudança de rotina ou pelo medo de que animais transmitam o vírus. Em março, mês mais letal da pandemia no Piauí, o número de gatos abandonados ultrapassou os cem.

“No início da pandemia, chegamos a ter 58 animais abandonados em 7 dias. Em março deste ano, foram 110. Neste mês, em poucos dias, já temos mais de 40. Hoje, um saco de ração de 25 kg dura apenas quatro dias”.

Projeto voluntário localiza mais de 100 gatos abandonados em um mês às margens de rio em Teresina  — Foto: Reprodução/Instagram

Projeto voluntário localiza mais de 100 gatos abandonados em um mês às margens de rio em Teresina — Foto: Reprodução/Instagram

Abandonar animais configura crime ambiental, previsto pela Lei Federal nº 14.064/20, e a pena é de dois a cinco anos de detenção e multa, em caso de cães e gatos. O casal, no entanto, diz que infelizmente não conseguem controlar o abandono.

Denúncias de maus-tratos podem ser denunciadas ao 190, da Polícia Militar, e na Delegacia de Combate aos Crimes Ambientais, localizada na Av. Raul Lopes, ao lado do Parque Potycabana.

Saiba como ajudar o projeto

Gatinhos da Marechal: casal cria projeto para ajudar animais abandonados — Foto: Reprodução/Instagram

Gatinhos da Marechal: casal cria projeto para ajudar animais abandonados — Foto: Reprodução/Instagram

Muitos gatos são vítimas de maus-tratos e chegam às ruas magros, com ferimentos, queimaduras e graves problemas de saúde. Sem os cuidados necessários, os animais ficam mais vulneráveis a doenças infecciosas, como a raiva, por exemplo.

Para custear despesas, como demandas de alimentação, idas ao veterinário, exames, medicamentos e vacinação dos bichinhos, o casal aceita doações. E claro, incentivam a adoção dos animais.

“Ainda não medicamos os gatinhos que foram abandonados recentemente porque, infelizmente, temos dívidas nas clínicas veterinárias e precisamos pagá-las”, destaca Fabiane.

Os interessados em doar ou adotar animais podem entrar em contato com os administradores da página.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *