São Paulo elimina o Corinthians e reencontra o Palmeiras na final do Paulistão

São Paulo e Palmeiras vão seguir a final do Campeonato Paulista. O time tricolor conseguiu a vaga na decisão ao superar o Corinthians por 2 a 1 neste domingo, no Morumbi.

Os jovens oriundos de Cotia foram fundamentais para o triunfo sobre o experiente, mas lento e muitas vezes inócuo tempo treinado pelo português Vítor Pereira.

Welington abriu o caminho para a vitória com um golaço no primeiro tempo e Alisson ampliou. No fim, Jô aproveitou falha impressionante de Jandrei com os pés e foi às redes, mas já era tarde. O tempo treinado por Rogério Ceni seu 23º título do torneio qual é o campeonato atual.

Agressivo intenso em boa parte do, o São Paulo, com garotos em grande forma jogo e menos talentosos, que se tornaram um time, ao contrário do Corinthians, uma reunião de jogadores que não formam, por enquanto, uma equipe coesa e equilibrada.

É muito dependente de Róger Guedes e de lampejos de criatividade de Renato Augusto, o que reforça que o treinador português tem um grande desafio no comando alvinegro.

As datas e as datas finais do Paulistão serão divulgadas pela Federação Paulista de Futebol (FPF). O primeiro jogo será no Morumbi, provavelmente na quarta-feira, e ainda não tem local definido. 

O Palmeiras tem o direito de decidir antecipar o evento em casa porque ostenta a melhor campanha do torneio, mas o seu estádio, o Allianz Parque, receberá show do Maroon 5 no dia 5. a finalíssima para o dia 2, sábado.

São Paulo e Corinthians fizeram um clássico morno no primeiro tempo, com equilíbrio até os 30 minutos. As marcações vieram levando a vantagem sobre os ataques, poucos inspirados.

Vitor Pereira apostou em Giuliano como titular, abriu Willian pela direita e posicionou Renato Augusto mais avançado, como um falso 9.

A lesão Fagner no início atrapalhou os do treinador português, que viu o rival ser superior nos 15 minutos finais da etapa inicial. O Corinthians só assustou com Róger Guedes, em chute potente de fora da área de defesa por Jandrei. O São Paulo tinha dificuldades para criar, mas insistiu e pressionou.

O clássico estava conversando que Rodrigo Nestor Welington livre até a esquerda da grande área. O jovem lateral teve tempo para dominar, pensar e colocar a bola no ângulo esquerdo de Cássio. Golaço que inflama o Morumbi aos 41 minutos.

Vitor Pereira lança lançamentos de Gustavo Mosquito e Júnior Moraes na etapa final a fim de ver seu tempo mais ofensivo, mas o resultado não foi o desejado. A equipe criou ao encontrar dificuldades para buscar o empate, passou a dar mais espaços em São Paulo.

Os comandados de Ceni coletivas marcam uma dessas brechas e segundo a partir de uma trama bonita. Nestor achou Calleri, que tocou para o meio, onde Alisson estava.

Ele finalizou de primeira, rasteiro. No fim, Jô fez uma esperança alvinegra ao verificar a ocorrência de Jandrei. Mas era tarde para uma reação.

Fonte: Estadão Conteúdo

 

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *