São Paulo empata com Cuiabá no Morumbi e segue sem vencer no Brasileirão

O São Paulo continua sem vencer no Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira, o time ficou no empate por 2 a 2 com o Cuiabá no Morumbi. Em seis rodadas disputadas, são três empates e três derrotas, resultados que deixam a equipe de Hernán Crespo em antepenúltimo lugar, em 18º, com três pontos.

Detalhe que a equipe tem um jogo a mais do que o 19º, o América-MG, e três a mais do que o lanterna Grêmio, que ainda não pontuou.

O elenco ainda tem muitos desfalques por lesão, como a ausência de Miranda na zaga, por exemplo. Mas na partida contra o Cuiabá teve o retorno de Benítez como titular (ele voltou na última rodada e entrou no segundo tempo), e de Daniel Alves, que entrou na etapa final, mas teve atuação discreta.

Nos 45 minutos iniciais, o São Paulo oscilou bastante. Começou bem e abriu o placar logo aos 17. Benítez iniciou a jogada no meio-campo e correu para área para receber belo passe de Rigoni para marcar.

O Cuiabá, com os ex-corintianos Walter, Clayson e Jonathan Cafu como titulares, não se intimidou e deu a resposta logo em seguida. Rafael Gava acertou belo chute de fora da área e mandou para as redes.

Talvez pela necessidade de encerrar o jejum de vitórias, o São Paulo sentiu o gol e se perdeu em campo. O Cuiabá passou a atuar como se estivesse jogando em casa e conseguiu a virada aos 38. Em uma jogada de velocidade pela direita, Rafael Gava avançou e cruzou na cabeça de Elton: 2 a 1.

Foi a vez do time da casa mostrar poder de reação. Diego Costa tocou para Rigoni na direita. Ele cruzou na Gabriel Sara no meio da áreas que deixou tudo igual no marcador novamente.

Na saída do intervalo Benítez lamentou os vacilos do setor defensivo e assumiu a responsabilidade. “Temos que melhorar, que não façam mais gols nos nossos erros. No primeiro gol, errei; no segundo, erro nosso também.

Estamos todos juntos. O Hernán (Crespo) confia muito em mim para poder estar aqui, então queria dedicar esse gol a ele. Agora é tratar de melhorar e conversar no vestiário para melhorar essa situação.”

O jogador argentino foi uma ausência sentida na equipe desde o término do Paulistão. Ele retornou no segundo tempo da derrota para o Santos, na Vila Belmiro, na rodada anterior. Mas ainda sente um pouco a falta de ritmo.

Desesperado em busca da vitória, Crespo mandou Daniel Alves a campo no segundo tempo no lugar de Orejuela e colocou o time marcando pressão no adversário. O Cuiabá recuou e passou arriscar somente nos contra-ataques.

A marcação melhorou, as jogadas do São Paulo ficaram mais concentradas no lado direito, mas faltava força ofensiva. Walter só foi ser incomodado mesmo aos 29 minutos. Liziero lançou para Vitor Bueno que bateu cruzado.

A bola bateu na trave e saiu. Na sequência, Walter vacilou, deixou a bola escapar e quase deu nos pés de Sara. Mas o goleiro do Cuiabá se recuperou e fez a defesa

Para piorar a situação da equipe de Crespo, Gabriel Sara recebeu uma pancada e deixou o campo mancando e revoltado com a arbitragem que não assinalou nem faltou. Rojas entrou em seu lugar.

O São Paulo tinha mais volume, ficava com a bola, mas faltou o último passe, um pouco mais de organização para encerrar o jejum.

O Cuiabá conseguiu cumprir aquilo que se propôs: ficou fechado no campo defensivo e garantiu o empate fora de casa – o resultado também não é bom para o time visitante, que está em 16º lugar, com três pontos e quatro jogos disputados.

O São Paulo volta a campo no domingo para enfrentar o Ceará no Castelão, pela sétima rodada. No mesmo dia o Cuiabá visitará o Sport, na Ilha do Retiro, no Recife.

Fonte: Estadão Conteúdo

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *