Suspeitos de participarem do assassinato de policial militar em Teresina são presos

Seis homens foram presos pela Polícia Militar (PM) suspeitos de participação no assassinato do soldado Agamenon Dias Freitas Júnior, do Regimento de Polícia Montada (RPMont), às 3h30 da madrugada deste domingo (5), na loja de conveniência de posto de combustível, ao lado do Mercado do Peixe, no bairro Recanto das Palmeiras, na zona Leste de Teresina.

Mães dos homens presos foram até a Central de Flagrantes da Polícia Civil esperando a chegada dos filhos e alegando que estavam na cena do assassinato do policial. Os acusados argumentam que não cometeram o crime. A Secretaria de Segurança Pública do Piauí, por meio das Polícias Civil e Militar, realizou a condução dos suspeitos.

A arma do policial, uma pistola, foi recuperada e os indivíduos foram conduzidos para esclarecimentos na sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que ficará a cargo das investigações.

“Foi instaurado um inquérito para apuração do fato. Toda a dinâmica do crime já foi entendida, toda motivação e isso será esclarecido pelo DHPP, que dará os detalhes da informação. Não iremos declinar para não atrapalhar as investigações”, disse o comandante-geral da Polícia Militar do Piauí, coronel Scheiwann Lopes.

Na casa de um dos suspeitos pelo assassinato do policial Agamenon, foram apreendidos R$ 35 mil, arma com munições, duas motocicletas sem placas e seis bicicletas. Agamenon Dias Freitas Júnior era um respeitado policial do Regimento de Polícia Montada (RPMont). Vários colegas de farda prestaram homenagem por todo este domingo nas redes sociais. A sua morte se deu após uma discussão na loja de conveniência de um posto próximo ao Atlantic City, bairro Recanto das Palmeiras, na zona Leste de Teresina.

Apreendidos R$ 35 mil em espécie, celulares e armas com munições (Foto: Efrém Ribeiro / OitoMeia)

Fonte: Efrém Ribeiro/OitoMeia


WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 9 9922-3229 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Portal Saiba Mais