TCE declara conselheiro suspeito e ele não pode mais julgar processos de Wellington Dias

O plenário do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI) aprovou o pedido do governador Wellington Dias (PT) para declarar suspeito o conselheiro Luciano Nunes e impedi-lo de julgar os processos que envolvem o governo do Estado e familiares de Wellington Dias na corte de contas.

No pedido, Wellington Dias alegou que Luciano Nunes é pai de Luciano Nunes Filho, presidente estadual do PSDB contra quem Wellington Dias disputou as últimas eleições.

O processo recebeu apenas um voto contrário ao pedido de suspeição, que foi o do relator, Olavo Rebelo.Votaram a favor do impedimento os conselheiros Kennedy Barros, Jaylson Campelo, Kleber Eulálio, Waltânia Alvarenga e Delano Câmara.

A Conselheira Lilian Martins, esposa do ex-governador Wilson Martins, se absteve de votar, tendo em vista que o marido foi candidato a senador na chapa de Luciano Nunes Filho.

O governador Wellington Dias já se manifestou hoje (10) sobre o julgamento e disse que o resultado “seguiu o que determina a legislação”.

 

Por: Lucas Pereira/Teresina Diário

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *