Municípios

Teresina: Agentes de Saúde protestam após corte na insalubridade e cobram reajuste salarial

Agentes comunitários de saúde e agentes de combate a endemias estão mobilizados em frente à Fundação Municipal de Saúde (FMS) nesta terça-feira (31). As categorias cobramuma resposta da pasta sobre o corte no adicional de insalubridade e a falta de reajuste no salário dos agentes.

O secretário do Sindicato dos Agentes de Saúde de Teresina, Genaldo Sousa, explicou ao Cidadeverde.com que o adicional insalubridade do agente de saúde em início de carreira é de 20%, podendo chegar a 40%. O valor a mais no salário inicia em R$ 600.

“Muitos companheiros ligaram hoje para o sindicato chorando. Esvaziaram seus contracheques. Temos contas a pagar e os credores não esperam. Estamos aqui cobrando que a Prefeitura coloque de volta a insalubridade em nosso contracheque”, afirmou Genaldo Sousa.

Parte da diretoria conversou com a FMS e, segundo o secretário da entidade, o corte na insalubridade se deu por conta de um erro no sistema.

“Disseram que a insalubridade será adicionada ao salário através de folha suplementar até sexta. Mas queremos que seja hoje. Temos contas a pagar e precisamos desse dinheiro. Já quanto ao reajuste salarial, eles não se manifestaram ainda”, explicou Genaldo.

A categoria dos agentes de saúde construiu, através de emenda constitucional em 2022, um piso nacional para a categoria de dois salários mínimos. Segundo Genaldo, o salário mínimo foi reajustado, mas o pagamento dos agentes não.

“Fomos à Brasília e conseguimos aprovar uma emenda constitucional que dá direito a dois salários mínimos. E nosso piso veio sem reajuste. E nós sabemos que o salário aumentou”, completou Genaldo Sousa.

Os agentes afirmam que a manifestação durará até que as demandas da categoria sejam atendidas. Uma parte dos manifestantes está na sede da FMS e outra foi até a Prefeitura de Teresina para tentar falar com o prefeito Dr Pessoa.

Procurada pelo Cidadeverde.com, a Fundação Municipal de Saúde (FMS) se manifestou através de nota, em que informa que o pagamento da insalubridade vai ser regularizado até a próxima sexta-feira. Confira a íntegra:

A Diretoria de Recursos Humanos da Fundação Municipal de Saúde (FMS) informa que houve um problema no Sistema que gerencia a folha de pagamento, e com isso a insalubridade dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Endemias não foi contabilizada. Porém, a diretoria informa que até sexta-feira (03) o valor será pago em folha suplementar e estará disponível nas contas.

Fonte: Nataniel Lima/Cidade Verde

 

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Portal Saiba Mais