Trégua de guerra entre Israel e Hamas entra no último dia pressionada a seguir

Acordo previa quatro dias de cessar-fogo temporário, com possibilidade de ampliação no prazo caso o Hamas libertasse mais reféns

Na segunda-feira (27), teve início o período de trégua entre Israel e o Hamas, acordado para a libertação de reféns e entrada de ajuda humanitária na Faixa de Gaza. Inicialmente programada para quatro dias, a pausa no conflito pode ser estendida, com os Estados Unidos, Catar e mediadores internacionais buscando prolongar o cessar-fogo. Até agora, o Hamas liberou 58 reféns, enquanto Israel soltou 117 palestinos.

No sábado (25), conforme reportado pelo jornal israelense Haaretz, o Hamas identificou entre 10 a 20 reféns adicionais que têm a possibilidade de serem libertados. Se essa situação se concretizar, a perspectiva é de que a trégua seja estendida até quarta-feira (29).

Há a possibilidade de a trégua ser estendida até quarta-feira (29) se o Hamas libertar reféns adicionais, e o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, expressou o desejo de prolongar a pausa pelo maior tempo possível. No entanto, Israel reiterou que a guerra não terminou e que retomará as operações militares assim que o prazo para a trégua se encerrar.

“É o nosso objetivo manter esta pausa para além de amanhã [27/11], para que possamos continuar a ver mais reféns a sair e a enviar mais ajuda humanitária para aqueles que necessitam em Gaza”, disse Biden.

Fonte: Meio Norte


WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 9 9922-3229 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Portal Saiba Mais