Ultrapassagem indevida provocou acidente que matou mãe e dois filhos em Teresina

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) constatou que uma ultrapassagem indevida foi a principal causa do acidente de moto, ocorrido no dia 28 de janeiro deste ano, que matou Valdene Cardoso Cruz e seus dois filhos menores, na BR-343.

Segundo matéria da TV Cidade Verde, o condutor da motocicleta, Antônio Rodrigues foi autuado por cinco crimes, entre eles, dirigir com a habilitação vencida, lotação excedente, veículo em má conservação e conduzir crianças menores de 07 anos em motocicleta. As cinco infrações somam uma multa de mais de R$ 1.200,00 e perda de 30 pontos na Carteira Nacional de Habilitação.

O laudo da PRF será encaminhado para a Polícia Civil, que dará andamento ao caso.

Sobre o caso
A mulher que morreu atropelada na noite de terça-feira (28/01) em um acidente na Zona Sul de Teresina foi identificada Valdene Cardoso Cruz, de 31 anos. Seus dois filhos também faleceram após serem esmagados pelos pneus de uma carreta na BR-343, em frente ao Piauí Center Moda.

A motocicleta em que a família estava era pilotada por Antônio Rodrigues Araújo Júnior, de 38 anos, namorado de Valdene. Os quatro estavam no mesmo veículo que foi parar debaixo da carreta. O piloto sofreu ferimentos e está internado no Hospital de Urgência de Teresina.

Valdene morava com os filhos no Dirceu Arcoverde, Zona Sudeste de Teresina. O seu filho mais velho, Alessandro tinha sete anos e a mais nova, Aylla Alessandra, um ano e 10 meses. Todos morreram na hora e o corpo da mulher foi esmagado pelos pneus.

Antônio levava a namorada e as crianças para dormirem no residencial Mário Covas, Zona Sul de Teresina, onde ele morava.

O piloto estava com a habilitação vencida e cometeu uma série de irregularidades, como excesso de ocupantes na moto, transportar crianças, e sem capacete. Tanto a moto como a carreta estavam com documentos irregulares.

Segundo testemunhas, Antônio perdeu o controle da motocicleta, batendo na lateral da carreta, momento em que a moto caiu.O motorista não deve ter visto a colisão e acabou passando por cima da mulher e a crianças.

O motorista da carreta prestou depoimento na Central de Flagrantes.

Fonte: 180graus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *