Prefeitura de Jaicós promove evento em comemoração ao Dia da Consciência Negra: 20 de novembro; veja programação!

A Prefeitura de Jaicós, através das secretarias municipais de Assistência Social e Cultura, juntamente com o Núcleo de Cidadania dos Adolescentes (NUCA), vai promover no sábado (20.nov) a partir das 18h40m no Espaço de Eventos, em frente à Praça Ângelo Borges Leal (Praça da Prefeitura) no bairro Serranópolis, um evento comemorativo em alusão ao Dia da Consciência Negra.

O evento contará com a presença de autoridades locais, apresentação de capoeira, palestra, dança, teatro mudo, culinária e música.

Veja a programação:

18h40m-  Formação da mesa de honra e fala das autoridades.

19h15m- Apresentação de Maculelê, com o capoeirista Borgim.

19h45m- Palestra com o tema: “Lutas e conquistas da população negra”, com os adolescentes do NUCA (Pedro Henrique, Ananda, Layna e Ana Beatriz).

20h25m- Dança com os adolescentes do NUCA- música de Daniela Mercury “Pérola Negra (Marcelinho, Richely, Anna Sophia, Anna Karolina e Maria Eduarda).

20h30m- Teatro mudo, com adolescentes do Nuca.

21h- Culinária  afro-brasileira-  exposição com adolescentes do NUCA (Henrique Ryan, Maria Eduarda e João Emanoel);

21h15m- Cantor Luciano Silvanês (encerramento).

Dia da Consciência Negra: 20 de novembro

O Dia da Consciência Negra é comemorado em 20 de novembro. Apesar de não ser feriado em todo o Brasil, é feriado em algumas cidades e nos seguintes estados: Rio de Janeiro, Mato Grosso, Alagoas, Amazonas, Amapá e Rio Grande do Sul.

A data recorda o dia em Zumbi dos Palmares foi assassinado, 20 de novembro de 1695. Zumbi foi líder do Quilombo de Palmares, um refúgio dos escravos, e durante sua vida lutou contra a escravidão.

Como surgiu o Dia da Consciência Negra?

O Dia da Consciência Negra surgiu por iniciativa do Grupo Palmares. Esse grupo foi fundado em 1971 por universitários negros, em Porto Alegre. Entre os seus objetivos, um deles era refletir sobre a situação dos negros no Brasil.

No primeiro encontro do grupo, surgiu a ideia de criar um dia para celebrar a importância da cultura negra, e escolheram o dia em que Zumbi dos Palmares foi assassinado, porque se identificavam com a história de Zumbi.

Durante o governo Lula (2003-2010), a Lei nº 10.639 de 9 de janeiro de 2003, determinava a inclusão da temática “História e Cultura Afro-Brasileira” no currículo escolar.

Nesse mesmo documento, ficou estabelecido que as escolas iriam comemorar a consciência negra: “Art. 79-B. O calendário escolar incluirá o dia 20 de novembro como ‘Dia Nacional da Consciência Negra’.”

No entanto, foi somente no governo de Dilma Rousseff, e através da Lei nº 12.519 de 10 de novembro de 2011, que o Dia da Consciência Negra foi oficializado. A comemoração foi instituída como o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra.

Portal Saiba Mais

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *