Chefe de facção criminosa no Ceará é preso em apartamento em Teresina

A ação interestadual foi realizada por policiais civis, segundo divulgou o secretário da Segurança Pública e Defesa Social, André Costa, em suas redes sociais.
FONTE Diário do Nordeste

O chefe de uma facção criminosa de Caucaia, na Grande Fortaleza, foi preso em um apartamento de luxo em Teresina, capital do Piauí em uma operação interestadual. Francisco Cilas de Moura Araújo, o “Mago”, era um dos homens mais procurados do Ceará e informações sobre o paradeiro dele valiam recompensa de R$ 10 mil. A prisão foi divulgada em rede social nesta manhã pelo secretário da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), André Costa. As infotmações são do Diário do Nordeste.

Cilas responde a inquéritos policiais por porte e posse ilegal de armas de fogo, associação criminosa, tráfico de drogas e homicídios. Ele estava foragido desde 14 de julho de 2016, quando fugiu por meio de um túnel construído no Instituto Penal Professor Olavo Oliveira II (IPPOO II). Após ser capturado em Teresina (PI) nesta segunda, o homem foi trazido para Fortaleza.

O chefe da facção foi localizado no apartamento alugado em um condomínio considerado de “classe média/alta”, segundo Alisson Gomes, delegado adjunto da Delegacia de Combate às Ações Criminosas Organizadas (Draco). No local, o criminoso vivia há cerca de um mês com a esposa, filhos e um amigo.

De acordo com Gomes, o foragido não tinha contato com vizinhos, moradores que conversaram com a polícia disseram não conhecer e não ver “Mago” no local. Ele foi encontrado com aparência diferente daquela divulgada como foragido.

Segundo o secretário André Costa, “Mago” era responsável por dar ordens para execuções realizadas em Caucaia.

Operação Focus

Foram duas etapas da Operação Focus, que até o início da tarde desta quarta-feira (8) prendeu oito pessoas. Segundo as autoridades envolvidas, foi realizado um mapeamento dos chefes de uma organização criminosa oriunda do Rio de Janeiro atuando em Caucaia, com intuito de tirar de circulação esses criminosos. As investigações ocorriam há cerca de um ano.

Foi “uma grande prisão, representa, com certeza, um duro golpe nessa organização criminosa que ainda teima em atuar no nosso estado. A essa pessoa é imputado vários crimes na área de Caucaia, crimes de homicídio por disputa de território e pelo tráfico de drogas. E temos certeza que teremos um processo de calmaria nesses índices na área”, disse o delegado geral da Polícia Civil do Ceará, Marcus Rattacaso.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *