Deputados decidem restringir circulação e voltar ao home office

Com o recrudescimento da pandemia, deputados federais estão restringindo a quantidade de pessoas dentro dos gabinetes em Brasília e voltando ao home office nos últimos dias.

Eles afirmam que a circulação cresceu muito desde a semana passada, quando a mesa da Câmara determinou a volta gradual dos trabalhos com medidas de distanciamento social e revezamento. Na última semana, também cresceu a presença de prefeitos em busca de recursos para os municípios.

Nesta quinta-feira (25), Jerônimo Goergen (PP-RS) decidiu retomar o rodízio de um funcionário por dia no gabinete. A escala foi adotada no ano passado e, segundo ele, só teve presença total na última semana.

“Voltamos porque só nesta terça (23) cheguei atender mais de cem pessoas e não há proibição de trânsito na Câmara. Eu achava que teríamos um legado de digitalização, mas não ficou”, afirma.

Na quinta, o deputado Pedro Westphalen (PP-RS) decidiu suspender todas as atividades presenciais no escritório em Porto Alegre e no gabinete da Câmara.

Alexandre Padilha (PT-SP), cujo gabinete está em home office desde o início da pandemia, defende que a Câmara volte ao trabalho remoto com restrição de circulação. “O espaço virou um ‘covidário’ nas últimas semanas”, diz.

Fonte: Folhapress

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *