Em Valença do Piauí, vereadora registra B.O. após ser chamada de “palhaça” por colega

A vereadora Lívia Nogueira (SD), registrou um Boletim de Ocorrência (B.O) contra a presidenta da Câmara de Vereadores, Paula Jeanne (MDB), após ser chamada de “palhaça” na sessão da última sexta-feira (26) em Valença do Piauí. A matéria é do Portal V1.

“O constrangimento que passei naquele momento jamais poderia partir da presidente de um parlamento, fui chamada em alto e bom som de palhaça perante aos demais colegas e ao público ali presente”, disse Lívia Nogueira.

Na última sessão, Lívia Nogueira pediu informações a presidenta sobre a contratação de uma empresa de contabilidade pelo valor de R$ 121.973,04 por ano. Lívia Nogueira chamou a atenção pelo valor e pelo fato de a Câmara de Vereadores ter contratado uma empresa de fora, sendo que em Valença existem empresas que presta o mesmo serviço com a mesma qualidade e valores menores.

A presidenta Paula Jeanne disse, na oportunidade, que ela era a presidenta e por isso escolheu uma empresa que lhe dá mais segurança, devido a importância da contabilidade para a gestão pública. Disse que sua escolha aconteceu após ouvir pessoas experientes que recomendaram a empresa contratada.

Nesta sexta-feira, o tema voltou a sessão, quando a vereadora foi chamada de palhaça e desinformada.

“Quanto a questão de ter sido citada como desinformada quero inclusive deixar claro que talvez por estar informada demais esteja causando toda essa situação. E dizer também que esse foi apenas o primeiro de muitos requerimentos que irei apresentar naquela casa. E para finalizar: amargura, inveja e recalque não fazem parte do meu dicionário, até porque Valença me conhece, sabe da minha vida e como cheguei até aqui. Não estou na câmara para brincar, nem fazer cenas e sim para exercer o meu papel de vereadora que é fiscalizar, cobrar, denunciar e assim o farei doa a quem doer”, desabafou.

O Boletim de Ocorrência foi registrado, após a sessão de sexta-feira, na delegacia regional. A presidenta Paula Jeanne ainda não se pronunciou sobre o assunto.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *