Política

Esquema de segurança para posse no Congresso tem reforço de efetivo e Esplanada fechada

A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal decidiu fechar a Esplanada dos Ministérios e reforçar o policiamento a partir desta quarta-feira (1º) para evitar manifestações durante a reabertura dos trabalhos no Congresso e no Judiciário.

O início do ano Legislativo ocorrerá com a posse de deputados e senadores e a eleição das Mesas Diretoras do Senado e da Câmara. Além disso, haverá a sessão de abertura dos trabalhos no STF (Supremo Tribunal Federal).

O esquema de segurança envolve o fechamento da Esplanada dos Ministérios para o trânsito de veículos a partir de quarta até quinta-feira (2). Somente servidores, autoridades e convidados poderão acessar o espaço, com controle de credenciais feito por servidores dos órgãos responsáveis.

A praça dos Três Poderes terá acesso restrito aos políticos e aos convidados das cerimônias, que somente acessarão a área mediante confirmação da identidade.

“Só descerão para a Esplanada aqueles que estiverem credenciados para participar dos eventos no Congresso e no Judiciário”, disse Sandro Avelar, novo secretário de Segurança Pública do Distrito Federal.

A região será monitorada pelas forças de segurança do Distrito Federal, por meio de imagens de câmeras, drones e informações enviadas ao Ciob (Centro Integrado de Operações de Brasília).

O comando da segurança pública do Distrito Federal e representantes de órgãos de segurança federais —como Polícia Federal e Força Nacional— estarão no Ciob. Haverá também a presença de membros do Legislativo e do Judiciário.

O protocolo de ações integradas planeja ainda o reforço do policiamento com a prontidão de tropas especializadas da Polícia Militar e da Polícia Civil, como os efetivos de choque, cavalaria, operações aéreas, policiamento com cães e operações especiais. Essas tropas estarão em condições para apoio caso seja necessário.

A cúpula da Secretaria de Segurança tem monitorado as redes sociais para avaliar a possibilidade de manifestações. A expectativa atual é que não haja nenhum grande protesto, no máximo pequenos atos isolados.

Ainda assim, as forças de segurança mobilizaram um contingente elevado de policiais para atuar nas regiões próximas da Praça dos Três Poderes, suficiente para lidar com protestos maiores, segundo autoridades que elaboraram o plano de segurança.

Uma manifestação de mulheres indígenas está prevista para acontecer nesta quarta. O interventor federal do Distrito Federal, Ricardo Cappelli, disse que não há nada previsto que gere preocupação. Ele deixa o posto nesta terça-feira (31).

“Mesmo assim, a Esplanada será fechada. A SSP [Secretaria de Segurança Pública] executará um grande plano de segurança”, disse.

Haverá expediente normal no Executivo, Legislativo e Judiciário Federal. Os servidores não poderão acessar a área portando objetos proibidos, pois haverá abordagens no perímetro compreendido pelos eventos.

Também será proibida a utilização de drones na região da Esplanada, exceto aqueles das forças de segurança e autorizados. As ações de policiamento incluem reforço da segurança nas estações do Metrô-DF, rodoviária e Aeroporto Internacional de Brasília, além de efetivo reforçado nas delegacias.

A Esplanada dos Ministérios estará fechada a partir das 23h59 desta terça. O Batalhão de Policiamento de Trânsito, em ação conjunta com o Detran-DF (Departamento de Trânsito), ficará responsável pela organização, bloqueios e fluxo do tráfego, incluindo os estacionamentos.

Fonte: Folhapress (Julia Chaib e Raquel Lopes) 

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Portal Saiba Mais