Garota é dopada e abusada sexualmente na zona leste de Teresina

Segundo o Conselho Tutelar, a vítima foi encaminhada para realizar exame na Maternidade Evangelina Rosa.

A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) está investigando um homem acusado de estuprar a neta de sua companheira, uma adolescente de 12 anos, que foi dopada e abusada sexualmente no último dia 15 de outubro, na zona leste de Teresina.

Em entrevista ao GP1, nesta segunda-feira (18), o conselheiro tutelar, Ivan Cabral informou que tomou conhecimento do caso por meio de profissionais de saúde, que atenderam a vítima. A jovem relatou que estava tomando refrigerante na casa da avó e observou uma cor diferente na bebida, porém, mesmo assim tomou e, em seguida, foi vítima de abusos.

Foto: Arquivo pessoal
Conselheiro Ivan Cabral

Conselheiro Ivan Cabral

“As unidades públicas de saúde têm a obrigação de comunicar ao Conselho Tutelar todos os casos que cheguem de agressão sexual e esse caso chegou ao nosso conhecimento, onde a vítima relata que sofreu violações e abusos. Segundo ela, ela iria tomar um refrigerante, ela observou que a cor estava estranha e, mesmo assim, a jovem tomou e em seguida o companheiro da avó abusou dela, tocou nas partes íntimas dela e, de acordo com a lei, isso se configura como crime de estupro de vulnerável”, detalhou o conselheiro.

Ainda conforme Ivan, a família da vítima registrou o Boletim de Ocorrência na DPCA e o exame de comprovação do crime na Maternidade Evangelina Rosa. “Nós orientamos a família a realizar o Boletim de Ocorrência, a delegacia pediu que a vítima realizasse o exame na Maternidade Evangelina Rosa. O suspeito saiu da residência e não foi preso”, ressaltou.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

Por Davi Fernandes/GP1

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *