Jaicós: Vigilância Sanitária faz coleta de pneus velhos em borracharias da cidade contra o Aedes aegypti

Com o intuito de proteger a população contra o Aedes aegypti, a Vigilância Sanitária, através da Prefeitura e Secretaria Municipal de Saúde de Jaicós realizou uma ação com um objeto que pode se tornar um dos principais pontos de reprodução do mosquito: o pneu usado.

Os pneus merecem atenção especial por sua capacidade de acumular água parada, ambiente de criadouro do mosquito transmissor da zika, dengue e chikungunya. Nesta sexta-feira (12), as equipes da Pasta percorreram diversas borracharias e oficinas da cidade e coletaram vários pneus de carros, caminhões e motocicletas.

A coordenadora da Vigilância Sanitária, Lusimária de Moura Sousa a “Mara”, explicou que este serviço das equipes é simples, mas que impacta de forma extremamente positiva na questão ambiental e na saúde da população.

“Como todos são conhecedores que estamos vivendo um momento de pandemia da Covid-19 mais não podemos esquecer que estamos em período de chuvas, e com o intuito de proteger a população contra os mosquitos causadores de doenças, a Secretaria Municipal de Saúde por meio da Vigilância Sanitária e os Agentes de Endemias, estamos destacando uma atenção especial às borracharias e oficinas. Por isso, estamos recolhendo os pneus para evitar a proliferação de larvas do mosquito”, informa a Coordenadora.

 À população é pedido que não faça o descarte dos pneus em via pública, e ao invés disso os entreguem às borracharias para que sejam recolhidos. Também foi realizado um trabalho educativo com os proprietários das borracharias.

 “Mesmo que a água seque, os ovos têm a capacidade de sobreviver por até 45 dias em ambientes secos por isso, os pneus podem se tornar veículos de viagem do mosquito e disseminar as doenças uma vez que encontrem água novamente, mesmo que seja o equivalente a uma colher de chá”, expõe Audeli Coutinho, Secretária de Saúde. Além disso, são objetos de grande capacidade poluidora quando descartados erroneamente, seja em rios ou terrenos.

A prefeitura através da Secretaria de Saúde e da Vigilância sanitária alerta também aos proprietários de imóveis no município sobre a importância de manter terrenos e quintais limpos, a fim de evitar a proliferação de animais peçonhentos e até criadouro de mosquitos transmissores de doenças, como por exemplo, a dengue.

Por: Assessoria de Comunicação

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *