Municípios poderão usar lotes de AstraZeneca após ampliação de validade

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou a ampliação do prazo de validade de lotes já fabricados e distribuídos da vacina AstraZenca. Com a decisão, a validade dos lotes passa de seis para nove meses. No Piauí, a Coordenação de Imunização Covid-19, da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), ainda tem em estoque oito mil doses da vacina AstraZeneca que tiveram seu prazo de validade estendido.

“Recebemos no fim do mês de março, 62 mil doses da vacina AstraZeneca e repassamos aos municípios 54 mil vacinas, dessas, a Fundação Municipal de Saúde de Teresina ficou com dez mil doses e já nos confirmou a utilização de todo o lote. Nos demais municípios estamos fazendo o levantamento para saber quantas ainda estão em estoque”, disse a coordenadora de Imunização Covid-19 da Sesapi, Bárbara Pinheiro.

A decisão da Anvisa considerou pareceres emitidos pelas áreas de registro e inspeção sanitária da Agência e a avaliação dos técnicos de que as ações indicadas pelo fabricante permitem a rastreabilidade e identificação dos lotes já distribuídos. “Nossa coordenação já emitiu uma nota técnica para os municípios explicando a ampliação dos lotes e que não há complicação nenhuma a utilização dessas vacinas na população”, destaca a coordenadora.

Segundo a Agência, com a autorização excepcional, os lotes embora tragam a validade de seis meses no rótulo por terem sido fabricados antes da ampliação do prazo, podem ser utilizados por nove meses. Já os novos lotes, fabricados após 30 de março, devem trazer no rótulo, obrigatoriamente, o novo prazo de validade aprovado (nove meses).

A Anvisa também explicou em todas as decisões que as vacinas são aprovadas após a avaliação técnica robusta e demonstração que os seus benefícios globais superam os seus riscos. As vacinas continuam sendo essenciais no combate à pandemia, especialmente, em prevenir casos graves e morte. “No Vacinômetro da Sesapi, a população pode conferir todos os lotes de vacinas recebidos pelo Piauí com os seus prazos de validade”, lembra Bárbara Pinheiro.

Fonte: Ascom Sesapi

 

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *