Operação policial apreende armas e prende suspeito de cometer os dois últimos homicídios ocorridos em Paulistana

Nesta sexta-feira, (17/07)0, foi desencadeada  uma  operação conjunta entre a Polícia Civil e Força Tática  de Paulistana  com o intuito de apreender armas e prender pessoas suspeitas de envolvimento com os dois últimos homicídios ocorridos em  Paulistana. Na ação foram empregados mais de trinta policiais  militares e civis.
 Foram cumpridos 05 (cinco) Mandados de Busca e Apreensão, 01 (um) Mandado de Prisão Temporária e 01 (um) Mandado de Prisão  decorrente de sentença penal condenatória  expedido pelo Poder Judiciário do Estado de Pernambuco.
  MATERIAL APREENDIDO:
▪︎ 01 (uma) moto Honda CG Fan de cor preta;
▪︎ 01 (uma) Espingarda calibre 12;
▪︎01 (uma) Pistola  Inoxidável de Marca Tauros  calibre 380;
▪︎01 (um) Revólver calibre 38 marca Tauros;
▪︎01 (um) carregador de PT 58 SS;
▪︎43 (quarenta e três) munições calibre 12;
▪︎16 (dezesseis) munições calibre 380;
▪︎ 06 (seis) munições calibre 38.
         As investigações  tiveram início  três meses atrás quando o serviço  de inteligência da Força Tática recebeu informações de que a pessoa de L.F.A. natural de Paulistana, teria fugido do presídio de Itaquitinga no estado de Pernambuco e que possivelmente poderia se homiziar em Paulistana e região onde moram seus familiares.
 Após a morte de Nataniel dos Santos, no dia 06/06/2020, os núcleos de inteligência da Polícia Civil e Força Tática de Paulistana intensificaram as trocas de informações  recebendo o apoio inclusive da Delegacia de Tráfico e Entorpecentes de Juazeiro BA, no intuito de chegar ao suspeito.
  No sábado, 11/07/2020,  as forças de segurança já  tinham o nome de L.F.A. como principal suspeito e aguardavam a autorização do Poder Judiciário para realizarem as diligências, sendo que pela manhã o suspeito de cometer tais ilícitos voltou a atuar,  dessa vez a vítima  foi o jovem Ítalo Gabriel, executado com cinco disparos de arma de fogo.
  A pessoa de L.F.A. já responde por vários processos criminais, dentre eles homicídios e tráfico de drogas nos estados de Pernambuco e Bahia, e que o sentimento de “vingança” pela morte de seu irmão, M. A, em novembro de 2017, seria um dos motivos  que levou o suspeito a cometer os  homicídios ocorridos no sábado,  06/06/2020 e sábado, 11/07/2020 nesta cidade de Paulistana.
FONTE: 12° DRPC / 20° BPM PAULISTANA-PI  e FN NOTÍCIAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *