PI: polícia prende suspeito de matar homem após ser chamado de ‘corno’

A Polícia Civil de Valença do Piauí prendeu Francisco José de Sousa, suspeito de ter praticado o crime de homicídio no bairro Valentim no último domingo (23/08). As informações são do portal V1.

O crime de homicídio ocorreu em um bar no bairro Valentim, sendo que a vítima, Francisco Klebio, foi morta por motivo fútil, pois estava embriagado e conversando com o autor do fato enquanto este discutia com sua ex-companheira, que estava trabalhando no bar.

A vítima foi atingida com uma facada abaixo da axila esquerda, vindo a óbito. Após praticar o homicídio, Francisco José de Sousa fugiu e se embrenhou na mata.

O Núcleo de Investigação da Delegacia de Polícia Civil de Valença do Piauí vinha realizando diligências desde o dia do fato, na tentativa de localizar o autor do crime.

Após informes coletados em investigações campais descobriu-se um local  onde o mesmo poderia se encontrar. O delegado Maycon Braga coordenou uma equipe de captura da Polícia Civil de Valença e o autor foi efetivamente localizado numa mata  na zona rural de Valença, entre as cidade de Valença e Pimenteiras.

Na ocasião, foi dada voz de prisão ao homicida sendo este conduzido à delegacia de Valença do Piaui. Em seu interrogatório, Francisco José de Sousa disse que ao ouvir a voz da vítima no bar, disse ter tido a certeza que era a mesma voz de um telefonema que tinha recebido na mesma manhã daquele dia o qual tinha sido chamado de corno.

Alegou ainda que a vitima estava a provocá-lo e por esse motivo teria perdido a cabeça e resolveu desferir uma facada na vítima o qual culminou com sua morte.

Outro Homicídio
Francisco José de Sousa cometeu outro homicídio em junho de 2017 na cidade de São Miguel do Tapuio, quando matou um jovem de 23 anos que foi ajudar uma moça que trabalhava num bar onde o acusado bebeu e não queria pagar. Ao ser cobrado ele matou Antônio Carlos Gonçalves com um golpe de faca.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *