Destaques

Prefeitura de Jaicós realizou a primeira roda de conversa com mães atípicas dando visibilidade à causa

Na tarde desta segunda-feira (10.abr) a Prefeitura de Jaicós, por meio da Secretaria Municipal de Saúde promoveu a primeira roda de conversa com mães atípicas no Centro de Convivência de Idosos (CCI), que tem como objetivo criar uma rede de apoio para esta parcela da população, garantindo direitos e oferecendo visibilidade à causa.

A roda de conversa teve como tema: “Autismo e os desafios da maternidade atípica”, e foi coordenada por Fabiana de Oliveira, representante do Grupo de Mães de Autistas de Fronteiras, que falou sobre o encontro.

“A convite da Secretaria Municipal de Saúde, viemos participar e trazer um pouco da nossa experiência de como a gente conseguiu nos organizarmos enquanto um grupo de mães de crianças atípicas de Fronteiras, e fazer essa troca de experiência. Viemos mostrar o que nós temos feito lá, em enquanto mães organizadas. A nossa experiência com as mães aqui de Jaicós, foi um momento muito gratificante. Podemos ouvi-las  e perceber que elas estão nesse processo de organização, e amparadas pela gestão municipal. Como nossas crianças em questão de saúde demandam de uma equipe multiprofissional, eu pude ver na voz na fala do prefeito, que ele se manifestou a apoiar a causa e estar dando o apoio necessário para essas crianças.”

O gestor do município, Neném de Edite, falou da iniciativa do evento.

“Hoje, dia 10 de abril, escolhemos o CCI  para fazermos a primeira reunião, a primeira roda de conversa com as mães atípicas do nosso município. Essa iniciativa se deu porque a gente vem observando o deslocamento dessa mães até Picos, para Clínica Santa Ana em busca de tratamento,  e a gente percebe a dificuldade delas. Com isso, nós estamos buscando uma alternativa para facilitar a vida dessas mães criando um local de apoio com uma equipe multiprofissional.”

A secretária municipal de Saúde, Audeli Coutinho, avaliou como positivo o encontro.

“Foi muito boa a roda de conversa de hoje. Hoje, foi o pontapé inicial para gente estar desenvolvendor um projeto de apoio às mães atípicas do nosso município, que são as mães de crianças com TDAH, autistas, síndrome de Down e várias outras patologias que requer um espaço, uma atenção maior”, e acrescentou “levamos a ideia desse projeto para o prefetio Neném de Edite, e ele deu todo o apoio e nos incentivou a ter essa roda de conversa inicial para sentir das mães, se elas se interessam por esse apoio. E foi de grande valia, percebemos pelos testemunhos das mães”.

Após a roda de conversa e ao aceno positivo da mães, a secretária de saúde falou sobre o próximo passo: “Pretendemos montar um ponto de apoio acolhedor, onde sejam realizadas tanto atividades psicossociais, como atendimento especializado”, explicou Audeli.

Carlinda da Paixão Barbosa, falou da importância da roda de conversa.

“Aqui, percebemos que não estamos sozinhas. Por mais difícil que seja a nossa caminhada, saio desse encontro com a esperança de que teremos um apoio para esta parcela da população que é tão    esquecida e sofre tanto preconceito.”

Todas as imagens:

Por Portal Saiba Mais

 

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 9 9417-2542

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Portal Saiba Mais