Pressão do governo chinês para baixar salários é cúmplice na negociação entre Oscar e o Flamengo. Corinthians e Inter acompanham

O jogador de 30 anos, que cedeu a camisa 10 da Seleção a Neymar, ganha R$ 10,8 milhões na China, de acordo com a France Football. E já que é para baixar seu salário, prefere atuar no Brasil. Flamengo negocia o empréstimo

Depois de dez anos no Exterior, o meia Oscar, que ‘cedeu’ a camisa 10 da Seleção Brasileira a Neymar, quer voltar a jogar no Brasil.

E tratou de avisar seu empresário, Giuliano Bertolucci, para encontrar um clube importante, popular.

David Luiz, seu companheiro na Seleção Brasileira de 2014, e de Chelsea, e amigo particular, tratou de entrar em contato com a direção do Flamengo.

E a direção rubro-negra passou a negociar um empréstimo com Bertolucci. A princípio, até o final do ano. Mas com possibilidade de compra.

Como a transação ainda não foi fechada, as diretorias do Internacional e do Corinthians, com ótima relação com Bertolucci tentaram ‘atravessar’ a negociação. Mas a preferência de Oscar segue sendo o Flamengo.

Esta é a versão romântica da situação.

ogadores com salários milionários, que já levaram algumas equipes à falência.

E Oscar é o jogador que mais recebe na Ásia. É o décimo maior salário do mundo. Ele foi contratado como uma grande estrela mundial, atuando no Chelsea, vencedor da Premier League.

Foi vendido em dezembro de 2016 ao Shangai SIPG por 52 milhões de libras, atuais R$ 333 milhões. A sigla SIPG significa Shangai International Port Group. Ou seja, era uma empresa estatal. Como fazia parte dos planos chineses desenvolver o futebol em 2016, não houve problema em aceitar pagar a Oscar a quantia de 24 milhões de euros, cerca de R$ 130 milhões por ano. Ou seja, ele ganharia incríveis R$ 10,8 milhões.

Oscar foi uma das grandes vítimas do 7 a 1 para a Alemanha. Depois da Copa de 14, foi deixado de lado

Oscar foi uma das grandes vítimas do 7 a 1 para a Alemanha. Depois da Copa de 14, foi deixado de lado

AFP

A revelação do salário foi feita pela prestigiada revista France Football.

Mas desde 2020, houve uma significativa mudança na postura do governo chinês. E os clubes foram proibidos de pagar mais de 3 milhões de euros por ano, cerca de R$ 16 milhões, ou seja, R$ 1,3 milhão a cada 30 dias.

Esse foi um dos principais motivos que fizeram Hulk deixar o país asiático, no final de 2020. Ele não ganharia bem menos do que recebia. Ele chegou a ganhar R$ 11 milhões mensais.

De acordo com empresários que trabalham com o futebol chinês, os atletas que atuam por lá e ganham acima desse teto imposto pelo governo, são pressionados a aceitar reduzir seus salários. Daí o desejo de Oscar, já resolvido financeiramente, voltar ao Brasil.

O Flamengo é a primeira opção do jogador. Só que Bertolucci está tentando fazer com que o clube carioca pague mais do que o salário de R$ 1,3 milhão, que oferece.

Bertolucci segue negociando.

Oscar já está no Exterior há dez anos. Pressionado para baixar salários, quer voltar ao Brasil

Oscar já está no Exterior há dez anos. Pressionado para baixar salários, quer voltar ao Brasil

SHANGAI

Não há nada fechado, mas as conversas com a direção do Flamengo têm sido diárias, desde a semana passada.

Há otimismo na Gávea…

COSME RÍMOLI | Do R7

 

 

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.