Rodrigo Pacheco anuncia filiação ao PSD de olho em 2022

O presidente do Senado é um dos potenciais candidato a sucessão do presidente Jair Bolsonaro, mas tem evitado se colocar publicamente

O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (MG) anunciou, nesta sexta-feira (22/10), a filiação ao PSD. O ato de filiação do parlamentar ao partido presidido por Gilberto Kassab será na próxima quarta-feira (27/10), no Memorial JK, em Brasília.

Pacheco é uma aposta de Kassab para a sucessão do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em 2022. O presidente do Senado, todavia, tem evitado se colocar publicamente como candidato.

Pelas redes sociais, o parlamentar agradeceu aos filiados, colegas e amigos do Democratas de Minas Gerais e de todo o país pelo “período de convivência partidária saudável e respeitosa”. O mineiro anunciou esta semana ao partido a sua desfiliação.

“Meus agradecimentos especiais ao presidente ACM Neto pela atenção a mim sempre dispensada e manifesto meus votos de sucesso ao recém-criado União Brasil, na pessoa de seu presidente, deputado Luciano Bivar”, disse.

A expectativa era de que o presidente do Senado aguardasse o resultado das prévias do PSDB em novembro, mas antecipou, após o DEM aprovar a fusão com o PSL, em 6 de outubro, para formar o União Brasil.

Na nova legenda, o senador teria concorrentes internos, com o ex-ministro Luis Henrique Mandetta e o apresentador José Luis Datena.

Por Revista Oeste

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *