Satã-2: míssil russo que pode atingir qualquer ponto do planeta carregando ogivas nucleares

Armamento de última geração pesa 200 toneladas e pode percorrer até 18 mil quilômetros para atingir um alvo

A Rússia anunciou na sexta-feira (1º) que o míssil RS-28 Sarmat, mais conhecido como Satã-2, está finalizado e pronto para ser disparado.

O armamento de última geração pode atingir alvos em qualquer parte do planeta. Com a carga total de combustível, o míssil pode percorrer até 18 mil quilômetros até explodir no local determinado.

“O míssil Sarmat é capaz de atingir alvos a distâncias virtualmente ilimitadas”, disse Dmitry Rogozin, diretor-geral da Roscosmos, a agência espacial russa, ao escritório de notícias Tass.

O Satã-2 é considerado o míssil mais poderoso do arsenal russo não só pela capacidade de cruzar continentes e oceanos, mas também por carregar 10 toneladas de explosivos ou até 15 ogivas nucleares.

“Este é um míssil muito mais poderoso do que outras armas estratégicas, incluindo o míssil Minuteman-III, que está em serviço nos Estados Unidos, tanto em termos de alcance global como do poder das ogivas que podem ser entregues ao território de um agressor”, disse Rogozin em entrevista ao canal de TV Rossiya 24 no início deste ano.

O novo armamento russo tem dimensões impressionantes. As suas mais de 200 toneladas estão distribuídas em 35 metros de comprimento por 3 metros de diâmetro.

Em abril de 2022, semanas após o início da invasão da Ucrânia pela Rússia, o presidente Vladimir Putin anunciou um teste bem-sucedido com o Satã-2.

Na época, o líder russo comemorou o resultado e afirmou que o novo míssil iria “garantir de forma confiável a segurança da Rússia contra ameaças externas”, em um contexto em que Putin temia o avanço da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) para o Leste Europeu.


Fonte: R7


WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 9 9922-3229

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Portal Saiba Mais