Sindicato quer suspensão das aulas presenciais no Piauí após morte de professores

Após a morte de quatro professores por Covid-19 no Piauí, Sindicato dos Professores e Auxiliares da Administração Escolar do Estado do Piauí (SINPRO-PI) solicitou a suspensão das aulas presenciais por pelo menos 15 dias.

“Em uma semana nós tivemos três professores que perderam a vida, não é possível que as autoridades não tenham a sensibilidade de suspender as aulas presenciais, não é paralisar, porque nós nunca paramos, mas suspender nesse período de pico, porque no ano passado, quando estávamos remotamente, não teve nenhuma morte”, disse Jurandir Soares, presidente do SINPRO-PI, em entrevista para a TV Meio Norte.

Dados do dia 18 de março mostram que 263 trabalhadores da educação foram testados positivo para a Covid-19, além de 96 alunos.

Marcelo Siqueira, presidente do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Piauí (Sinepe-PI), afirmou, em entrevista à TV Meio Norte, que a entidade está aberta conversações, já que todas as medidas de prevenção estão sendo tomadas e que as crianças não podem ser penalizadas.

O SINPRO-PI pretende entrar com uma ação na justiça para pedir a suspensão das aulas.

 

Por TV Meio Norte e 180graus

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *