SP: vereadora diz que foi agarrada pelo pescoço por colega em banheiro

Janaína Lima, parlamentar do mesmo partido, o Novo, afirma que agiu em legítima defesa. Vídeo mostra início da briga no plenário

A vereadora Cris Monteiro (Novo), da Câmara Municipal de São Paulo, acusou nesta quinta-feira (11/11) a colega e correligionária Janaína Lima de tê-la agarrado pelo pescoço e provocado ferimentos na região, após uma discussão na noite de quinta-feira (10/11) durante a votação da reforma da Previdência dos servidores municipais de São Paulo.

Em boletim de ocorrência, Cris, de 60 anos, alegou ainda que foi jogada no chão por Janaína, dentro do banheiro feminino, para onde as duas seguiram após começarem a brigar.

“Janaína agarrou meu pescoço, arrancou a minha peruca e me jogou no chão”, diz o boletim registrado por Cris Monteiro.

Ela diz que foi acudida por uma guarda municipal e pela sua chefe de gabinete, que entraram no banheiro enquanto Janaína saía do local. Nesta quinta-feira, Cris foi submetida a exames no Instituto Médico Legal (IML).

Vídeos gravados por câmeras do endereço mostram o início da discussão entre as vereadoras. Cris alega que, depois de tê-la agredido, Janaína, 37, ainda retornou ao púlpito do plenário para fazer um discurso por 30 minutos.

DivulgaçãoJanaína Lima mostra marcas na região do pescoço
Janaína Lima mostra marcas na região do pescoço

A vereadora Janaína Lima diz que agiu em legítima defesa e que não tentou enforcar Cris Monteiro. A assessoria de imprensa de Janaína divulgou imagens com marcas abaixo do pescoço e alegou que a vereadora também registrou boletim de ocorrência contra a colega e se submeteu a exame no IML.

“Ela agiu totalmente em legítima defesa”, informou a assessora de comunicação de Janaína, Yolanda Prezentino.

Por Metrópoles

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *