Trabalhadores dos Correios suspendem greve e serviços são retomados

Os funcionários decidiram esperar a negociação no Tribunal Superior do Trabalho (TST) para definir se continuam com a paralisação.

Após uma semana do início da greve, os funcionários da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos decidiram suspender o movimento paredista no Piauí. Segundo a categoria, com o dissídio coletivo marcado para o dia 04 de outubro, os funcionários decidiram esperar a negociação no Tribunal Superior do Trabalho (TST) para definir se continuam com a paralisação.

Segundo o secretário jurídico do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios do Piauí (SINTECT-PI), José Rodrigues, há a possibilidade de a categoria retomar a greve, caso o processo de negociação não seja favorável ao trabalhador


“Ainda há bastante tempo até o dissídio, então decidimos não continuar a greve para que depois o trabalhador não seja prejudicado. Porém, continuamos em estado de greve e, se a decisão for negativa, iremos retomar a paralisação”, explica.

Com a suspensão do movimento, todos os serviços que antes estavam paralisados ou reduzidos, como postagem e entrega, serão retomados nas agências do estado.

Na última quinta-feira (12), a empresa decidiu entrar com dissídio coletivo no TST. Com a ação, a corte irá avaliar o processo de negociação, ouvindo as partes, e o relator produzirá um voto que será analisado por um colegiado do tribunal, em sessão marcada para o dia 04 de outubro.

Segundo a empresa, a ação tem como objetivo buscar uma solução que “não comprometa ainda mais a situação financeira dos Correios”. Nas palavras dos Correios, “as federações apresentaram reivindicações que superam até mesmo o faturamento anual da empresa”.

 

Por: Nathalia Amaral/Portal O Dia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *