Veículo de empresário desaparecido em Curimatá é encontrado submerso em barragem do PI

O veículo do empresário Manoel Braz Nunes Dias, de 56 anos, foi encontrado na tarde desta terça-feira (14) submerso na Barregem Vereda da Cruz, que fica na zona urbana do município de Curimatá. A caminhonete Hilux SW4 foi encontrada por voluntários, que participam das buscas na barragem desde ontem, quando surgiu suspeita de que o carro estivesse no local. As informações são do Portal Corrente.

Segundo familiares do empresário, ele estava desaparecido desde sexta-feira, 10 de julho. O filho dele, Mateus Dias, chegou a postar um pedido de ajuda nas redes sociais e desde então a polícia tem procurado por possíveis pistas que levassem ao paradeiro de Manoel. Com os rumores de que rastros do veículo haviam sido encontrados próximo à barragem, uma verdadeira força-tarefa teve início por populares. Ele foi encontrado próximo à cabeceira da Ponte do Canto, dentro da barragem. A estrada que dá acesso ao local está submersa quase um metro.

O corpo de bombeiros foi acionado, mas como o batalhão mais próximo fica no município de Floriano, distante 600km, as buscas continuaram, apesar dos riscos.

Mesmo com a identificação do local onde o veículo está, ainda não foi encontrado o corpo do empresário. O resgate do veículo tem previsão para acontecer nesta quarta-feira (15), desta vez com a efetiva participação do Corpo de Bombeiros Militar.

O empresário era proprietário de um supermercado na cidade e bastante conhecido pela população. Moradores afirmam que o local em que o veículo foi encontrado fica estrada da sua da residência, e que portanto seria muito difícil ele ter caído da ponte por acidente, mesmo estando submersa, já que era bastante familiarizado com o local.

O Comandante da 2ª Companhia de Polícia Militar ressalta que a grande concentração de populares no local tem dificultado os trabalhos e que a polícia está tendo trabalho para controlar a situação. “Sabemos que as pessoas querem ajudar, mas essa barragem é muito profunda, chega a ter 5 ou 6 metros nos locais mais fundos, e outra tragédia pode acontecer. Pedimos que as pessoas tenham bom senso e evitem ir até o local até que o resgate seja finalizado”, pontuou.

O veículo do empresário Manoel Braz Nunes Dias, de 56 anos, foi encontrado na tarde desta terça-feira (14) submerso na Barregem Vereda da Cruz, que fica na zona urbana do município de Curimatá. A caminhonete Hilux SW4 foi encontrada por voluntários, que participam das buscas na barragem desde ontem, quando surgiu suspeita de que o carro estivesse no local. As informações são do Portal Corrente.

Segundo familiares do empresário, ele estava desaparecido desde sexta-feira, 10 de julho. O filho dele, Mateus Dias, chegou a postar um pedido de ajuda nas redes sociais e desde então a polícia tem procurado por possíveis pistas que levassem ao paradeiro de Manoel. Com os rumores de que rastros do veículo haviam sido encontrados próximo à barragem, uma verdadeira força-tarefa teve início por populares. Ele foi encontrado próximo à cabeceira da Ponte do Canto, dentro da barragem. A estrada que dá acesso ao local está submersa quase um metro.

O corpo de bombeiros foi acionado, mas como o batalhão mais próximo fica no município de Floriano, distante 600km, as buscas continuaram, apesar dos riscos.

Mesmo com a identificação do local onde o veículo está, ainda não foi encontrado o corpo do empresário. O resgate do veículo tem previsão para acontecer nesta quarta-feira (15), desta vez com a efetiva participação do Corpo de Bombeiros Militar.

O empresário era proprietário de um supermercado na cidade e bastante conhecido pela população. Moradores afirmam que o local em que o veículo foi encontrado fica estrada da sua da residência, e que portanto seria muito difícil ele ter caído da ponte por acidente, mesmo estando submersa, já que era bastante familiarizado com o local.

O Comandante da 2ª Companhia de Polícia Militar ressalta que a grande concentração de populares no local tem dificultado os trabalhos e que a polícia está tendo trabalho para controlar a situação. “Sabemos que as pessoas querem ajudar, mas essa barragem é muito profunda, chega a ter 5 ou 6 metros nos locais mais fundos, e outra tragédia pode acontecer. Pedimos que as pessoas tenham bom senso e evitem ir até o local até que o resgate seja finalizado”, pontuou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *