Destaques

Veja detalhes do depoimento do acusado de estuprar e matar Janaína Bezerra

A jovem foi encontrada morta na Universidade Federal do Piauí, no último sábado (28).

Lupa1 acompanhou o caso da estudante de jornalismo Janaína Bezerra, que morreu no último sábado (28) após ser estuprada e ter o pescoço quebrado durante uma calourada na Universidade Federal do Piauí (UFPI). 

O acusado identificado como Thiago Mayson da Silva Barbosa foi preso na tarde do dia do crime. Ele teve a prisão em flagrante convertida em preventiva nesse domingo (29).

Em primeiro depoimento na Central de Flagrantes, o também estudante da UFPI alegou que já conhecia a vítima e que eles tiveram relações sexuais consentidas. Thiago Mayson afirmou que foram duas relações, e que na terceira a jovem teria desmaiado. À polícia, o acusado afirmou que achou que ela estivesse cansada e que teria dormido.

Confira: 

No testemunho completo, Thiago Mayson contou que encontrou Janaína durante a calourada e a chamou para “ficarem” novamente. De acordo com o relato, os dois teriam ficaram próximo a um dos corredores do setor de matemática e depois resolveram ir para uma sala que Thiago já possuía a chave.

Por volta das 3h, eles teriam tido a primeira relação sexual consentida dentro da sala e depois foram dormir. Segundo o acusado, eles teriam acordado tempos depois, e Janaína teria dito que estava com fome e pedido açúcar. Ele afirmou que atendeu o pedido e a deu açúcar, além de oferecer uma banana.

 

Posteriormente, os dois teriam tido uma segunda relação sexual, momento em que Thiago afirmou que “sentiu que Janaína desmaiou e acredita que nessa hora tenha batido a cabeça no chão.”

 

De acordo com o relato, ele dormiu e só acordou de manhã, quando notou que Janaína não tinha acordado e que a sentiu “fria”. Ele teria entrado em contato com um amigo chamado Vitor, que o aconselhou a levar para um hospital.

“Coincidentemente um colega do interrogado de nome Vitor, mandou mensagem perguntando onde Thiago estava. Ele relatou a situação para Vitor e o mesmo o aconselhou que levasse Janaina para o Hospital.”

Thiago afirmou que pediu um Uber para levar Janaína ao Hospital Universitário, mas logo que saiu da sala com ela nos braços juntamente com o colega de nome Vitor, se depararam com um segurança da Universidade Federal.

“Na sequência apareceu um outro segurança que faz ronda no veículo. Juntamente com este motorista, encaminharam Janaína para Hospital da Primavera. No Hospital a equipe médica fez uma massagem cardíaca em Janaina, mas já estava morta”, diz trecho do depoimento.

 

Thiago Mayson.
Reprodução

Outras testemunhas

Além do acusado, a amiga que estava com Janaína também prestou depoimento. Ela foi a última pessoa com quem Janaína teve contato. No relato, a jovem afirma que perguntou pra amiga se queria ficar com ele, e ela teria respondido que sim.

Ainda no relato, a amiga da vítima relatou que mandou mensagem para Janaína, que respondeu afirmando que “estava de boa”. Porém, algumas horas depois, a amiga mandou mensagem novamente, mas não obteve respostas dessa vez.

Os seguranças da universidade, além do pai e da mãe de Janaína Bezerra forma interrogados e prestaram depoimento à polícia. Agora o caso vai ser investigado Núcleo de Feminicídio, coordenado pela delegada Natália Figueiredo.

Leia todo o depoimento: 

 

Fonte: Mayrla Torres/Lupa1

 

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Portal Saiba Mais