Voluntários servem água e comida de graça a pessoas na fila da Caixa

A generosidade e empatia do brasileiro são comoventes. Em várias partes do Brasil voluntários estão levando água e comida de graça para pessoas que passam horas na fila da Caixa, para tentar receber o auxílio emergencial de R$ 600.

Em Praia Grande, no Litoral Sul de São Paulo, a boa ação está sendo feita por um idoso de 65 anos. (foto abaixo)

Todos os dias, logo cedo, Gernivaldo Siqueira pega sua bicicleta e segue para as unidades dos bairros Boqueirão e Aviação para distribuir gratuitamente chá, água, leite com chocolate, bolachas e pão com manteiga. 

Ele e a esposa tiram dinheiro do próprio bolso para ajudar as pessoas que estão na fila.

Corrente do bem

Com a repercussão nas redes sociais, algumas pessoas se solidarizam e começaram a fazer doações para fazer Gernivaldo e a mulher fazerem os lanchinhos.

“Com isso, eu tenho suprido a necessidade de muita gente ”, conta. 

E ele sabe o poder da boa ação que está fazendo.

“Acho que acabei de inspirar mais pessoas a fazer isso. E isso traz benefícios, tanto para quem entrega quanto para quem recebe. Com isso, eu também me renovo e utilizo o amor como combustível”, diz.

Salvador

A boa ação se repete em Salvador, na Bahia.

Um morador serviu café com sanduíche de graça para pessoas que enfrentavam a grande fila da Caixa Econômica no bairro de Periperi, nesta terça-feira, 5.

O cenário, de tanta gente chegando ao local ainda na madrugada, comoveu seu Júlio. Ele vestiu luvas e máscara e levou uma grande garrafa térmica para o local.

Solidário, ele serviu para as pessoas café em copos plásticos, que ele mesmo comprou.

Além do café, ele fez sanduíches de queijo e presunto em casa, que foram devidamente embalados e doados para a população.

“Nossos governantes não fazem, então temos que fazer. Isso aqui não é nada. Que Deus abençoe a todos e que passe logo essa pandemia. Quem quiser agradecer, pode agradecer a Deus”, disse ele.

Solidariedade na Praia Grande – Foto: Reprodução/Praia Grande Mil Grau


Com informações do G1 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *