Após morte de criança de 10 anos em Picos, PM recebe reclamações de infrações de trânsito cometidas por entregadores de delivery

A morte do pequeno Hugo Francisco de Sousa Santos, 10 anos, ocorrida na noite do último sábado (15) comoveu a população picoense. A criança morreu vítima de atropelamento por uma motocicleta enquanto atravessa a Avenida Deputado Sá Urtiga, no bairro Bomba, em Picos. Testemunhas relataram que o motociclista que atropelou a criança usava uma mochila de aplicativo de delivery e fugiu do local sem prestar socorro.

Após o acidente, a Polícia Militar de Picos através do policiamento ROCAM, divulgou nas redes sociais que vem recebendo inúmeras reclamações da população sobre o trabalho dos entregadores de delivery na cidade.

“Estamos recebendo inúmeras reclamações onde a maioria se refere aos entregadores ‘delivery’, que estariam cometendo várias infrações, levando riscos a terceiros, bem como: empinando pneu; trafegando em velocidade abusiva; perturbando o sossego alheio com barulho abusivo dos canos das motos e dentre outros”, consta na publicação.

No texto, a ROCAM pede para os empresários do ramo que orientem os seus entregadores para realizar o serviço com mais segurança. “Solicitamos que, os senhores empresários orientem seus entregadores para que os serviços não sejam prejudicados”.

Por | JP on line

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *