Capitania dos Portos vai apurar causas de acidente com canoa no rio Parnaíba

A Capitania dos Portos vai investigar as causas do acidente com uma canoa no rio Parnaíba, no município de Antônio Almeida, que deixou quatro pessoas mortas e uma desaparecida. Por meio de nota à imprensa, a Marinha informou que será instaurado um inquérito administrativo sobre acidentes e fatos da navegação, que vai apurar as possíveis causas e responsabilidades do acidente.

Uma equipe de Salvamento e Resgate também foi enviada ao local para obter mais informações e ajudar nas buscas pela vítima que continua desaparecida.

Até o momento, quatro corpos foram encontrados:

  • Elissandra Barros Siqueira, 21 anos
  • Josilene Araújo Brito, 38 anos
  • Julianne Magalhães, 36 anos
  • Maria Júlia Bezerra Magalhães, 5 anos (Filha de Julianne)

A canoa com 11 pessoas naufragou no final da tarde do último domingo (17) durante um passeio nas águas do rio Parnaíba. A embarcação virou em um trecho que, em média, 15 metros de profundidade.

Babá segue desaparecida 

Nesta terça-feira (19), as equipes do Corpo de Bombeiros, com auxílio de pescadores da região, seguem nas buscas da babá Fernanda Pereira dos Santos, de 18 Anos.

“As buscas continuam até o último corpo ser encontrado. Há uma possibilidade dela ser encontrada com vida, mas é uma busca bem mais ampla. Essa busca está sendo feita ainda no local. Temos equipes com apoio de pescadores de região, que é bem ampla”, informou o tenente coronel José Veloso, do Corpo de Bombeiros.

Corpo de Bombeiros orienta 

O naufrágio de uma canoa nas águas do rio Parnaíba, que terminou com quatro pessoas mortas e uma desaparecida, acendeu o alerta para a importância dos cuidados para evitar acidentes envolvendo embarcações. O tenente coronel José Veloso, do Corpo de Bombeiros, destaca que é preciso obedecer às regras de segurança.

Por Natanael Souza/Cidade Verde

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *