Júlio César sobre convite de Ciro: “PSD é da base do Governo”

O deputado disse ainda que só deixa a base de Wellington se não participar da chapa majoritária em 2022.

A oposição tem trabalhado para desfalcar a base do governador Wellington Dias (PT-PI) com vistas às eleições de 2022. O PSD tem sido um dos focos do senador Ciro Nogueira, presidente nacional do Progressistas, e principal adversário do Governo do PT no Piauí.

Alguns diálogos entre os dois partidos já ocorreram nos bastidores, mas os líderes do PSD tem reforçado que o objetivo principal é seguir ao lado do chefe do Palácio de Karnak. Nesta quarta-feira (02), o GP1 conversou com o deputado federal Júlio César Lima.

Questionado se aceitaria o convite do senador Ciro Nogueira para marchar junto ao Progressistas em 2022, Júlio César reafirmou que não existem motivos para deixar a base de Wellington Dias.

“Avalio com muita prudência [o convite], porque nós do PSD somos da base do Governo, nós pertencemos ao grupo do Governo do Estado, fico honrado com esse desejo da oposição, mas a nossa determinação é continuar na base do governo”, declarou Júlio César.

Quer vaga majoritária

Júlio destacou que é amigo do senador Ciro Nogueira, mas que continuará no Governo. O deputado afirmou que só deixa a base caso não consiga emplacar um nome do PSD para disputa majoritária na chapa do petista.

“Sou amigo do Ciro, do grupo todo, mas nós temos compromisso e compromisso é para se cumprir, a não ser que tenha uma dificuldade muito grande da nossa participação na chapa majoritária, que é desejo do nosso partido, que é o segundo maior partido do estado, mas isso estamos conversando, dialogando com o governo e com as lideranças que pertencem a esse grupo político, que é um grupo expressivo”, finalizou.

Por | GP1

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *