Política

Moraes manda PF interrogar Valdemar Costa Neto sobre minuta de golpe de Estado

O presidente do PL afirmou que teve acesso ao rascunho de um documento que pretendia alterar o resultado das eleições de 2022

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), deu cinco dias à Polícia Federal para coletar o depoimento do presidente do PL, Valdemar Costa Neto, depois que ele afirmou ter tido acesso à minuta de um decreto que previa criar um Estado de defesa no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o objetivo de mudar o resultado das eleições presidenciais de 2022.

Em entrevista recente a um veículo de imprensa, Valdemar comentou que recebeu uma cópia do rascunho do decreto encontrado pela Polícia Federal na casa de Anderson Torres, ex-ministro da Justiça e Segurança Pública e ex-secretário de Segurança Pública do Distrito Federal. O presidente do PL disse que, após ter recebido a minuta, triturou o documento. Ainda de acordo com ele, o documento foi entregue a mais pessoas.

Segundo Moraes, “as afirmações de Valdemar Costa Neto, ao dizer que teve consigo minutas semelhantes, de caráter manifestamente ilegal e inconstitucional, devem ser esclarecidas, notadamente no que diz respeito à adesão, por terceiras pessoas, de eventual intenção golpista, o que pode caracterizar os crimes de golpe de Estado e abolição violenta do Estado Democrático de Direito”.

Caso o decreto em questão fosse publicado, a vitória do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) poderia ser desconsiderada sob a suposta alegação de que teria ocorrido fraude na votação por parte do TSE. O R7 pediu uma manifestação a Valdemar, mas não recebeu retorno até a publicação desta reportagem.

Veja minuta de decreto encontrada na casa de Anderson Torres:

Minuta de decreto encontrada na casa de Anderson Torres

Minuta de decreto encontrada na casa de Anderson Torres

Minuta de decreto encontrada na casa de Anderson Torres

Fonte: R7

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Portal Saiba Mais