Destaques

Em ato unificado, entidades ateiam fogo e fecham Av. Marechal por ônibus em Teresina

Representantes dos comerciários, cadeirantes, líderes comunitários, motoristas de ônibus e movimento estudantil estão em frente à Câmara Municipal de Teresina protestando contra a falta de transporte coletivo na capital. As entidades queimaram pneus e fecharam a avenida Marechal Castelo Branco e o trânsito ficou parado nos dois sentidos. Houve princípio de tumulto com a chegada do Corpo de Bombeiros, que quis apagar as chamas. As entidades realizam ato unificado.

Ao Cidadeverde.com, Tina Lima, presidente da Associação dos Carroceiros afirmou que a entidade se juntou ao movimento dos motoristas e cobradores de ônibus porque a cidade vive um caos no transporte público.

“Queremos o impeachment desse prefeito. Teresina não tem mais prefeito. Nos solidarizamos com os trabalhadores do coletivo e também aproveitamos para cobrar o que ele nos prometeu lá atrás: auxílio para que não trabalhássemos aos finais de semana e até agora nada”, disse Tina Lima.

Matéria publicada às 8h

Diversas entidades protestam na manhã desta segunda-feira (06), na Avenida Marechal Castelo Branco, em frente à Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) por transporte público de qualidade.

Em entrevista ao Cidadeverde.com, o secretário de comunicação do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes (Sintetro), Claudio Gomes, ressaltou que a principal reivindicação da categoria é a assinatura da convenção coletiva que garante os benefícios para os trabalhadores como plano de saúde e ticket alimentício.

“A gente quer transporte de qualidade para a população. A gente está reivindicando um convenção coletiva desde outubro do ano passado e até agora o Setut não se manifestou. Graças a Deus a população acordou e está se unindo ao sindicato justamente pra que a gente possa conseguir nossos objetivos e um deles é a convenção coletiva onde garante ticket alimentício, salário digno, plano de saúde, são benefícios que os trabalhadores perderam durante a pandemia”, explica Claudio Gomes.

Foto: Ascom/Sintetro

Na avenida Marechal Castelo Branco, além dos motoristas e cobradores dos ônibus, outras entidades como a Associação dos Cadeirantes de Teresina (Ascante), associações de moradores dos bairros, líderes comunitários, Associação dos Carroceiros de Teresina, e outros sindicatos reforçam a mensagem do Sintetro e pedem melhorias nos serviços públicos essenciais.

Claudio Gomes acrescentou ainda que a manifestação deve seguir até a Avenida Frei Serafim onde um trecho do local será interditado.

O secretário de comunicação do Sintetro também informou que a categoria deve se reunir com a Prefeitura de Teresina amanhã (07).

“Terça-feira vai ter uma assembleia onde o secretário de governo da prefeitura convocou a categoria e ele mesmo quer passar a mensagem do prefeito Dr. Pessoa. Então para a gente vai ser uma novidade porque nenhuma pessoa da prefeitura tenha vindo até o Sindicato e a gente espera que ele traga uma boa notícia”, disse.

Fonte: Rebeca Lima/Cidade Verde

 

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Portal Saiba Mais