Esportes

Em jogo de 7 gols, Palmeiras derrota Flamengo e é campeão da Supercopa do Brasil

O Palmeiras é campeão da Supercopa do Brasil. Em partida alucinante, com sete gols, o time liderado por Raphael Veiga e Gabriel Menino bateu o Flamengo por 4 a 3 no estádio Mané Garrincha, em Brasília, e faturou um título inédito para a coleção.

Com o troféu, o Palmeiras arrecada R$ 10 milhões como premiação, enquanto o Flamengo fica com R$ 5 milhões.

Antes mesmo do apito inicial, a emoção tomou conta do estádio neste sábado com homenagens a Pelé. Nos 90 minutos, houve ânimos aflorados e intensidade máxima de Palmeiras e Flamengo. Um jogaço, com belíssimos gols, digno das duas melhores equipes do futebol brasileiro.

O Palmeiras começou o jogo mais concentrado. Os jogadores do Flamengo se mostraram dispersos e discutiam com o técnico Vítor Pereira uma maneira de encaixar a marcação.

Do lado alviverde, à beira do campo, Abel Ferreira, obedecendo seu estilo, não conteve as críticas à arbitragem e foi advertido com cartão amarelo e, mais tarde, expulso.

Aos 22 minutos, o Palmeiras falhou na recuperação da posse de bola no campo de defesa, Zé Rafael perdeu para Arrascaeta, que dentro da área foi tocado e o árbitro Wilton Pereira Sampaio assinalou a penalidade máxima. Gabriel Barbosa bateu com categoria, deslocando Weverton e inaugurando o placar.

Apesar de sofrer o revés, o Palmeiras manteve a mesma intensidade e continuou superior ao adversário. A intenção era trazer as jogadas da ponta direita para o meio no terço final do campo, fosse com cruzamentos pelo alto ou rasteiros.

Endrick teve boa chance, mas desperdiçou. Mas foi em jogada com a mesma estrutura que o time alviverde chegou ao empate.

Com insistência pelo lado direito, Rony recupera a bola e encontra Endrick no meio da área. O garoto toca para Dudu do lado esquerdo.

O camisa 7 puxa para chutar, a bola desvia e sobra para Raphael Veiga, que observa o canto inferior direito do gol de Santos desprotegido e finaliza para igualar o marcador, aos 37.

Após o gol, o Palmeiras, mais à vontade no jogo, ameaçou outras vezes a meta rubro-negra. A única oportunidade criada pelo Flamengo foi perdida por Everton Ribeiro nos acréscimos.

A resposta alviverde veio na dose certa, aos 48. De fora da área, Gabriel Menino teve espaço, emendou o arremate de perna esquerda, no ângulo, e virou o placar com um golaço.

No retorno do intervalo, o Flamengo se posicionou no ataque, sedento pelo empate. Weverton teve de fazer duas grandes defesas, em sequência, para evitar o gol. A persistência surtiu efeito.

Aos 6 minutos, Éverton Ribeiro encontrou passe em profundidade, no miolo da zaga, para Gabigol, que saiu na cara do goleiro alviverde e, de cobertura, fez o segundo do time rubro-negro.

Aos 10 minutos, Endrick tentou, na grande área, dar um chapéu em Éverton Ribeiro, que colocou o braço na bola. A arbitragem não teve dúvidas em marcar pênalti para o Palmeiras. Raphael Veiga bateu no canto inferior direito de Santos e recolocou o lado alviverde em vantagem. A resposta do Flamengo foi ligeira e com estilo.

Aos 15, Pedro completou cruzamento de Ayrton Lucas de calcanhar e empatou.

Em nenhum momento, Palmeiras e Flamengo abdicaram de atacar. O ritmo seguiu alto, com lances perigosos dos dois lados. Com o cansaço batendo à porta, as equipes passaram a fazer mais lançamentos, na tentativa dos atacantes vencerem os zagueiros na corrida.

O quarto gol do Palmeiras saiu aos 29 minutos, de novo com Gabriel Menino, que fez uma ótima partida e se destacou ao lado de Raphael Veiga.

Escolhido substituto de Danilo, que foi para o Nottingham Forest, o volante apareceu no ataque novamente para completar cruzamento e devolver a vantagem para o Palmeiras.

Fonte: Estadão Conteúdo

 

WhatsApp do Portal Saiba Mais: (89) 99922-3229

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Portal Saiba Mais